ASA Brasil: Sete apresentações movimentam o dialogo sobre atividades aéreas

Mais três palestras apontaram a relevância de se discutir sobre segurança, regulamentação para atividades aéreas e organização de portões abertos
O segundo dia de palestras do ASA BRASIL- 1ª Convenção para Agenda de Show Aéreo Brasileira - contou com a interação e a intensa participação de toda a plateia presente. Oito palestrantes passaram por diversos temas bastantes atuais e discutíveis, como regulamentação de aeronaves experimentais e de competência acrobática e discussões sobre agenda brasileira de shows aéreos para 2017.

Para abrir as atividades do dia, o Capitão Thiago Romeiro Capuchinho, piloto Ala Direita #2, fez uma apresentação sobre a própria Esquadrilha da Fumaça. Entre os temas abordados, destacam-se detalhes sobre a história do Esquadrão e a forma como devem ser feitos os pedidos de demonstrações aéreas.

Representando a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Matheus Melo abordou a regulamentação de aeronaves experimentais em shows aéreos com fins comerciais, padronizando procedimentos para atividades aéreas e garantindo segurança para pilotos e público.

No mesmo palco, dois representantes de instituições diferentes de acrobacias aéreas, os pilotos Francis Barros e Jorge Rodrigues, falaram sobre o mesmo assunto: regulamentação de competências acrobáticas. As duas entidades representadas foram: o Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas (CBA), na figura do Francis, e a Associação Brasileira de Acrobacia Aérea (ACRO) com a presença do Jorge.

Mais três palestras apontaram a relevância de se discutir sobre segurança, regulamentação para atividades aéreas e organização de portões abertos. O presidente da Confederação Brasileira de Aeromodelismo, Rogério Luís Lorizola, descreveu as características sobre aeromodelismo, como segurança, pistas homologadas, equipamentos e eventos na área.
Já o palestrante Felipe Pizano exemplificou a regulamentação de aeronaves experimentais em shows aéreos com fins comerciais. Em sequência, o Tenente-Coronel Roberto Rosa de Lima, demonstrou sua experiência sobre a coordenação e a organização dos Portões Abertos da Base Aérea de Anápolis (GO).

Capitaneado pelo Chefe da Seção de Operações da Esquadrilha da Fumaça, Major Aviador Marcelo Oliveira da Silva, o diálogo entre os organizadores de shows aéreos possibilitou a exposição de suas ideias, podendo registrar, em um só documento, todas as possíveis datas de eventos aéreos para 2017. Vale ressaltar que a agenda irá auxiliar a participação da Esquadrilha da Fumaça nos eventos, sob a autorização prévia do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), sem haver conflitos de datas e podendo atender a todos.

Dessa forma, as atividades do ASA BRASIL foram concluídas com sucesso, promovendo o encontro entre os possíveis envolvidos em eventos aéreos, sempre em busca de um único ideal: estimular os jovens a seguir as carreiras de aviação, levando alegria e emoção para todos os que assistem e participam de shows aéreos.

Fonte: EDA
Fotos: Sgt Ribeiro

Comentários

Postagens mais visitadas