FAA pede reparos urgentes nos Boeing 787

A medida foi recomendada após um incidente ocorrido num voo de um 787 da Japan Airlines.
A necessidade de reparos é apenas do motor direito dos 787.
Foto: Boeing
Autoridades norte-americanas exigiram que a empresa Boeing faça reparos “urgentes” em um dos motores que equipam os aviões modelo 787 da nova geração da companhia. A preocupação é com a possibilidade de o equipamento se desligar durante os voos. A medida foi recomendada após um incidente ocorrido num voo de um 787 da Japan Airlines, em 29 de janeiro, que fazia a ligação entre a cidade canadense de Vancouver e a capital japonesa, Tóquio, destaca a agência de aviação norte-americana (FAA, na sigla em inglês), em um documento na internet.

A necessidade de reparos é apenas do motor direito dos 787 (também conhecido como Dreamliner). A diretriz da FAA, que tem autoridade apenas em companhias aéreas norte-americanas, abrange 43 aviões nos Estados Unidos, mas 176 Boeing 787 pertencentes a 29 companhias aéreas em todo o mundo serão afetadas.

No incidente ocorrido com o 787 da Japan Airlines, o motor direito do aparelho parou de repente, quando a aeronave estava 20 mil pés (6,096 quilômetros) acima do nível do mar. Os pilotos não conseguiram religar o motor, mas foram capazes de aterrissar poucos minutos após o incidente.

*Com informações de: Agência Brasil

Fonte: Panrotas

Comentários

Postagens mais visitadas