Esquadrilha da Fumaça encerra circuito internacional

Antes de seguir para a Argentina, a Esquadrilha da Fumaça participou da FIDAE, que aconteceu em Santiago, no Chile
Depois de sete dias no exterior, o primeiro circuito internacional da Esquadrilha da Fumaça com o A-29 Super Tucano acaba nesta quarta-feira (06) com a chegada à Santa Maria (RS). O último compromisso da Fumaça seria a demonstração aérea na cidade de Córdoba, Argentina, na tarde de terça (05), cancelada pelas condições meteorológicas desfavoráveis.

“Era nossa intenção concluir o circuito com uma demonstração na cidade sede da Escola de Aviação Militar da Argentina. Infelizmente não foi possível, mas ainda assim ficamos muito felizes com o contato com nossos companheiros argentinos e esperamos voltar em breve”, fala o Tenente-Coronel Aviador Líbero Onoda Luiz Caldas, Comandante da Esquadrilha da Fumaça. “De todo modo, voltamos para casa orgulhosos. Nossa participação na FIDAE foi um sucesso. Missão cumprida”, completa.

Antes de seguir para a Argentina, a Esquadrilha da Fumaça participou da maior feira de aviação, segurança e defesa da América Latina e do hemisfério sul, a FIDAE, que aconteceu em Santiago, no Chile, entre os dias 29 de março e 3 de abril, quando realizou sobrevoo com os Halcones, grupo de demonstrações da Força Aérea Chilena, e duas demonstrações no final de semana para mais de 100 mil pessoas.

Em Córdoba, os militares brasileiros foram recebidos pelo Brigadeiro D. Raúl Ricardo Maldonado, Diretor da Escola de Aviação Militar (EAV), e pelo Comodoro D. José Maria ACTIS, Subdiretor da instituição. “Toda a Escola estava esperando ansiosa pela demonstração, mas, ainda assim, estamos muito felizes em recebê-los em nossa casa. É sempre um prazer, uma honra e uma tradição encontrar nossos amigos da Fumaça, trocar experiências e cultivar a amizade entre nossos países”, ressalta o Subdiretor.

A cidade de Córdoba é considerada o berço da Aviação Militar da Argentina – por ser a sede da escola que forma os pilotos militares do país, o equivalente a Academia da Força Aérea (AFA) no Brasil – e um importante pólo industrial e aeronáutico.

“A relação que existe entre a Força Aérea Argentina e a Força Aérea Brasileira é muito forte. Existe um reconhecimento mútuo do valor de cada força e um relacionamento próximo e parceiro que reflete diretamente na estabilidade regional e em outras áreas, como questões tecnológicas, já que temos projetos em conjunto importantes nessa área”, detalha o Coronel Aviador Julio Cesar Maiello Villela, Adido de Defesa e Aeronáutica do Brasil e Argentina. “São eventos como a disponibilidade da Fumaça de demonstrar aqui ou visitas e intercâmbios que contribui com essa parceria. Eles (a Escola de Aviação Militar) ficam realmente muito felizes em receber-nos e realmente fazem de tudo para que as ações sejam um sucesso. É, de fato, uma irmandade”, conclui.

Retorno
Com o fim do circuito, a Esquadrilha viaja nesta quarta (06) para Santa Maria (RS), próxima parada técnica para reabastecimento e descanso dos pilotos e mecânicos. No dia 7 de abril chega à Pirassununga, cidade sede da Esquadrilha da Fumaça, e retoma a agenda de treinamentos e demonstrações no Brasil.

“Acabamos o processo de implantação, mas estamos consolidando o emprego da aeronave. Precisamos retomar o ritmo de demonstrações e buscar sequências novas e manobras específicas para o A-29. A Fumaça tem muitos planos e projetos para os próximos anos”, promete o Comandante, Tenente-Coronel Caldas.


Fonte: EDA

Comentários

Postagens mais visitadas