Legacy 500 estabelece quatro recordes mundiais de velocidade

A Embraer Aviação Executiva anunciou hoje que o Legacy 500, jato executivo da categoria midsize recém-chegado ao mercado, estabeleceu neste ano quatro recordes mundiais de velocidade em sua classe.

“Esses recordes de velocidade comprovam o desempenho excepcional do Legacy 500. A aeronave, que já havia atingido ou superado cada um dos seus objetivos de projeto para a certificação, demonstra agora toda sua capacidade operacional, incluindo travessias oceânicas”, disse Marco Túlio Pellegrini, Presidente & CEO da Embraer Aviação Executiva. “O Legacy 500 é de fato o melhor jato da sua classe, que entrega uma impressionante combinação de conforto, tecnologia avançada, velocidade e alcance a um baixo custo operacional”.

Os dois primeiros recordes foram conquistados em “Speed over a Recognized Course (Velocidade sobre Rota Reconhecida, em tradução livre), durante o trajeto de ida e volta com seis passageiros a bordo, entre as cidades americanas de Oakland, na Califórnia, e Lihue, no Havaí, distantes 3.954 km (2.135 milhas náuticas). O voo para Lihue foi completado em 5 horas e 49 minutos, a uma velocidade média de 676 km/h (420 mph), em 7 de março. O retorno ocorreu em 4 horas e 11 minutos, a uma velocidade média de 943km/h (586 mph).

O terceiro recorde de velocidade estabelecido pelo Legacy 500 foi no voo para Friedrichshafen, na Alemanha, partindo do aeroporto de Bangor, no estado americano do Maine. A viagem de 5.945 km (3.210 milhas náuticas) foi completada em 6 horas e 50 minutos, com três ocupantes a bordo.

O último recorde foi quebrado durante o voo entre Düsseldorf, na Alemanha, e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em uma distância de 6.052 km (3.268 milhas náuticas), a maior já percorrida pelo Legacy 500. A duração do voo foi de 7 horas e 3 minutos e a aeronave chegou ao destino com uma reserva de combustível de 861 kg (1,900 lb). A média final de consumo nessa missão foi de apenas 721 kg por hora (1,590 lb).

As informações sobre esses voos serão enviadas para a Federation Aeronautique Internationale, na Suíça, para a oficialização como recordes mundiais, logo após a confirmação final da National Aeronautic Association, órgão responsável por homologar todos os recordes estabelecidos nos Estados Unidos. Em todas as quatro quebras de recordes de velocidade, o Legacy 500 completou a missão com reservas de combustível NBAA IFR.


Fonte: Embraer

Comentários

Postagens mais visitadas