Airbus mantém programa de teste do A400M após acidente

À espera das conclusões da investigação, a Malásia se tornou o quarto país a suspender os voos do A400M, depois de Alemanha, Grã-Bretanha e Turquia
Um Airbus A400M caiu perto de Sevilha, no sábado, matando quatro membros da tripulação (Divulgação / Berlin Air Show)
A Airbus anunciou nesta segunda-feira que vai prosseguir com o programa de voos de teste do A400M, apesar do acidente com um avião de transporte militar em Sevilha (Espanha), que deixou quatro mortos.

"Não suspendemos nosso próprio voo de testes", afirmou à AFP um porta-voz da Airbus sobre o programa do avião militar.

O acidente com um A400M aconteceu no sábado durante o primeiro voo de teste.

O próximo voo de teste acontecerá em Toulouse.

À espera das conclusões da investigação e da análise das caixas-pretas, a Malásia se tornou o quarto país a suspender os voos do A400M, depois de Alemanha, Grã-Bretanha e Turquia.

A França, que possui seis aviões do tipo, mantém os voos "prioritários", anunciou o ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian.

A Airbus tem 58.000 empregados no mundo, 7.000 na Espanha, aonde está centralizada a unidade de produção de aviões de transporte militar, a Airbus Military.

As ações do grupo Airbus operavam em queda de 3% na Bolsa de Paris nesta segunda-feira.


Fonte: AFP via Exame

Comentários

Postagens mais visitadas