A evolução da operação de helicópteros na FAB

Aeronaves mais modernas trazem novas possibilidades de atuação
  Sgt Rezende / Agência Força Aérea

Atualmente, oito unidades da Força Aérea Brasileira operam helicópteros em todo o Brasil, aeronaves responsáveis por salvar vidas e, também, realizar missões como defesa de áreas estratégicas e transporte aerologístico, dentre outras. Esses esquadrões compõem a chamada Aviação de Asas Rotativas, homenageada nesta semana para lembrar as diversas missões reais desenvolvidas por seus militares.

É uma história que começou em 1953, quando entraram em operação três H-13D, os primeiros helicópteros da FAB. De lá para cá, muitas mudanças ocorreram. Entre os helicópteros já utilizados, estão o Bell UH-1D, Bell Jet Ranger, CH-33 e H-34 (veja abaixo a linha do tempo).


Na última década, foram incorporados os H-60L Black Hawk, em Manaus e Santa Maria; o AH-2 Sabre, em Porto Velho; e o H-36 Caracal, em Belém. Ainda este ano, em 2016, os H-36 serão incorporados aos esquadrões do Rio de Janeiro e de Campo Grande, organizações que, atualmente, estão preparação para o início das operações com essa aeronave.
Os novos helicópteros, mais modernos e melhor equipados, trouxeram novas possibilidades de atuação. A aplicação de sistemas eletrônicos de última geração, voos com óculos de visão noturna (NVG), novas capacidades de emprego armado, sistemas de autodefesa e uma infinidade de sensores d e consciência situacional elevaram as capacidades de emprego dessa aviação na Força Aérea Brasileira.

Linha do Tempo:

VH-35  Sgt Johnson / Agência Força Aérea
1953 - Incorporação de três H-13D, desativados em 1968;
1957 - Entram em operação quatro H-19D, que permaneceram em uso até 1969;
1958 - Início da operação de cinco helicópteros H-13J, deixando de serem utilizados em 1974;
1959 - O primeiro de 48 Bell 47G2 passou a cumprir missões;
1961 - Seis SH-34 entram em operação. Em 1965, eles são transferidos para a Aviação Naval;
1967 - Chegam 14 helicópteros Bell 205D;
1969 - A FAB passa a operar sete Bell 206 Jet Ranger;
1972 - Recebimento dos primeiros 34 helicópteros UH-1H, ainda em operação;
1981 - São incorporados seis Aérospatiale AS-330, designados CH-33. Em 1988, foram substituídos pelos AS-332 Super Puma, hoje operacionais com a designação H-34;
1987 - Entraram em operação os primeiro helicópteros H-50 Esquilo;
2006 - Início da operação dos H-60 Black Hawk;
2009 - Incorporação do 1º AH-2 Sabre;
2010 - A FAB passa a operar o H-36 Caracal.




Fonte: FAB

Comentários

Postagens mais visitadas