Seminário alerta quanto à segurança na aviação de instrução

O objetivo foi enfatizar a responsabilidade dos futuros pilotos na redução de acidentes

"Queremos despertar a doutrina de segurança de voo para elevar o nível de atenção e de alerta na preservação da vida", afirmou o Chefe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), Brigadeiro do Ar Dilton José Schuck. A declaração foi feita na abertura do Seminário de Segurança de Voo na Aviação de Instrução, que aconteceu no sábado (8/11), no Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital gaúcha.

O chefe do Cenipa destacou a importância das atividades educativas na transmissão do conhecimento especializado, e lembrou que a prevenção exige cada vez mais o engajamento de todos no fortalecimento da cultura de segurança de voo, em especial na formação de novos pilotos. "O acidente mexe com o emocional das pessoas. Não precisamos passar por isso", observou.

O seminário, que foi organizado pelo Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA V), buscou enfatizar a responsabilidade dos futuros pilotos na redução do número de ocorrências aeronáuticas na aviação de instrução. Participaram além de pilotos, gestores, proprietários, instrutores de aeroclubes e alunos de escolas de aviação. 

Na avaliação do chefe do SERIPA V, Tenente-Coronel Aviador Carlos Emmanuel de Queiroz Barboza, o evento alcançou o objetivo. “Superou as expectativas pela participação do segmento da aviação de instrução que acolheu o evento, bem como pelo debate estabelecido após cada palestra”, afirmou.
Números - Conforme dados do Cenipa no período de 2004 a 2013, a aviação de instrução registrou os seguintes percentuais de acidentes na Região Sul: 41,94 % no Rio grande do Sul, 33,87% no Paraná e 24,19% em Santa Catarina. No comparativo nacional, o SERIPA V ocupa o segundo lugar no país, atrás do SERIPA VI, tendo registrado 62 acidentes no intervalo de tempo de dez anos.

Para o Diretor da Faculdade de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, professor Elones Fernandes Ribeiro, o seminário é uma oportunidade para compartilhar informações e conhecimentos, mas sobretudo estabelecer contatos entre profissionais da atividadeaérea. "Falar sobre a filosofia de segurança de voo nunca é demais e enriquece a padronização," enfatizou.

"A diversidade dos temas mesclados com a filosofia de segurança de voo e o alerta médico foram aspectos interessantes das palestras dentro da proposta do evento. Vale destacar a participação de expressivo número de entidades e as boas instalações do local do evento", avaliou o futuro chefe do SERIPA V, Tenente-Coronel Aviador Luís Renato Horta de Castro, que deverá assumir o cargo em Janeiro de 2015.

No encontro foram debatidos temas relacionados à filosofia do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SIPAER), gerenciamento do risco, certificação de pessoas na aviação civil e o sistema de gerenciamento de segurança operacional (SGSO) no ambiente da aviação de instrução, automedicação, fraseologia e comunicação na aviação. Também foram mostrados vídeos sobre estudos de casos reais de acidente aeronáutico.


Fonte: FAB

Comentários

Postagens mais visitadas