Lufthansa recebe B747 de numero 1500 após 44 anos de operação do "Jumbo"

A Lufthansa foi a segunda empresa aérea internacional a colocar o B-747 em operação


Em 29 de junho 2014, a Lufthansa recebeu não só o seu 1.500 º Boeing B-747, mas também a aeronave de prefixo D-ABYP, seu 14 º 747-8 Intercontinental. Outros cinco ainda serão entregues até o final de 2015. Essa é a história do jato de maior sucesso da Lufthansa, que começou a operar na companhia na década de 1970.


A história do Boeing B-747 na Lufthansa

O que começou como o primeiro voo de treinamento com o novo Boeing 747 sobre as montanhas à leste de Seattle em outubro de 1969, evoluiu para se tornar um ícone da frota Lufthansa e da aviação comercial como um todo. Em 9 de março de 1970, o novo CEO da Lufthansa, Hernert Culmann recebeu o primeiro Boeing 747-130 diante da fábrica em Everett. A aeronave era número 12 na linha de produção e o prefixo Lufthansa era D-ABYA. Desta forma, a Lufthansa se tornou a segunda empresa aérea internacional, depois da PanAm, e a primeira operadora na Europa, a colocar o "Jumbo" em serviço regular. 


Antes mesmo de receber as primeiras aeronaves a Lufthansa precisou construir novas pontes de embarque de passageiros, adquirir tratores especiais, instalações de catering e novos caminhões de abastecimento foram desenvolvidos, juntamente com um hangar de 27.000 metros quadrados que foi construído no aeroporto de Frankfurt para abrigar as aeronaves quando em manutenção, afinal de contas estavam lidando com uma aeronave que tinha 2,5 vezes á capacidade de passageiros e carga dos então usados Boeing´s 707, com um total configurado para 365 passageiros, e sua cauda de 19,3 metros era mais alto do que um prédio de cinco andares, o que era algo gigantesco para a época.


Em 26 de abril de 1970, a Lufthansa tornou-se a segunda companhia aérea internacional depois Pan Am e a primeira companhia aérea européia a colocar o jato jumbo em serviço programado. Graças aos dois corredores da classe executiva e de classe turística, o serviço de bordo no 747-100 era mais suave e mais personalizado do que no 707.


Havia também uma grande expectativa na estréia no primeiro voo regular da Lufthansa de Frankfurt para Nova Iorque: O primeiro filme exibido a bordo de um jato jumbo foi a estréia mundial de "Chariots of the Gods"(conhecido no Brasil pela série “Eram os deuses astronautas?”), uma adaptação do livro de Erich von Däniken. Amantes da música também tinha a opção de escolher a música a partir de um total de sete canais de áudio o que era uma grande novidade para a época.


Em 2 de abril de 1971, é entregue o quarto Jumbo da Lufthansa, um 747-200 modificado para maior alcançe, com tanques de combustível maiores e um peso de decolagem de 378 toneladas. A foto mostra o batismo do "Berlin" pelo prefeito de Berlim na época, Dr. Richard von Weizsäcker.


Um ano depois, em 10 de abril de 1972, a Lufthansa recebeu a primeira versão de carga do avião, o Boeing 747-230F. O cone do nariz pode ser aberto na horizontal para facilitar a acomodação de cargas volumosas. Foi o primeiro jato de carga civil do mundo, decolou em 19 de Abril de 1972 com a matrícula D-ABYE, e rapidamente catapultou Lufthansa para o primeiro lugar no transporte de carga aérea.


Com a próxima geração do jato, o 747-400, o cockpit digitalizado se tornou uma realidade. Isso acabou com a necessidade de três tripulantes (eliminação do engenheiro de vôo devido a simplificação e automatização de sistemas) no cockpit. Todos os dados de vôos da aeronave são agora apresentados em seis grandes telas de cristal líquido. Isso melhorou a visão dos pilotos e também reduziu o número de monitores e interruptores de 1.000 para menos de 400.


O Boeing 747-430 ainda seria a principal aeronave da frota Lufthansa por um longo tempo. Em 2009, a Lufthansa ainda operava 30 aeronaves e, portanto, uma das maiores frotas de jatos jumbo do mundo.


Mas a evolução do Boeing 747 ainda não acabou. Quando o primeiro jato entrou em serviço em 26 de abril de 1970, ele anunciou uma nova era que dura até hoje. A última versão do jato jumbo já não é o maior avião do mundo, mas ainda é o mais longo. Em 2 de maio de 2012, a Lufthansa tornou-se a primeira companhia aérea de passageiros do mundo a receber um Boeing 747-8 Intercontinental.


A quarta geração da frota de 747 voa entre os continentes e em todo o mundo com a mais recente tecnologia a bordo. O carro-chefe da Boeing se tornou uma lenda voadora. 


Tradução e adaptação de texto original da Lufthansa por Yamandu Wanders
Fotos: Lufthansa e Yamandu Wanders

Comentários

Postagens mais visitadas