1º Spotting Day – Aeroporto Internacional Tancredo Neves




Na manhã do dia 08 de Julho de 2014, foi realizado no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, localizado na cidade de Confins – Minas Gerais, o primeiro Spotting Day. Com o apoio total da INFRAERO, em especial das Gerências de Operações, Segurança e Comunicação Social, 12 spotters tiveram acesso à área Operacional do novo pátio do Aeroporto e puderam ao longo de toda manhã fotografar toda movimentação rotineira do aeroporto e os mais de 40 jatos executivos que pousaram trazendo torcedores para o jogo Brasil e Alemanha pela semi-final da Copa do Mundo.
 

O Primeiro Spotting Day foi marcado não apenas pelos movimentos diferentes recebidos pelo Aeroporto como também pode ser considerado um primeiro e grande passo para que Administração Aeroportuária e Spotters criem um elo harmonioso onde o hobby e a história do Aeroporto Internacional Tancredo Neves sejam preservados pelas lentes dos Spotters.


Sobre o Aeroporto Tancredo Neves 


 
O Aeroporto Internacional de Confins - Tancredo Neves está localizado nos municípios de Confins e Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte/MG. Concentra em suas instalações sistemas de avançada tecnologia, um terminal de carga aérea automatizada, pista de pouso com 3000m x 45m dotada de equipamentos para pouso de precisão e todos os demais auxílios às operações aeronáuticas.

As primeiras empresas aéreas a operarem no Aeroporto Internacional Tancredo Neves foram a Vasp, Varig e Transbrasil, que operavam na Pampulha. O Lloyd Aéreo Boliviano foi a primeira empresa aérea a operar voo internacional regularmente, seguida da United Airlines, American Airlines e Pluna. Atualmente oito empresas operam diariamente no AITN:Gol, Tam, Azul, Avianca, TAP, American Airlines, Copa e Aerolíneas Argentina.

Fonte: Site Infraero – www.infraero.gov.br


Sobre o Spotter 


Diferente do que muitos imaginam Spotters não são jornalistas. Spotters são aficionados pela Aviação e sua história. O termo spotter surge durante a Segunda Guerra Mundial quando pessoas passam a observar e anotar a movimentação de trens e locomotivas se deslocando dentro da Europa levando tropas e equipamentos para guerra. Diante dessas observações, o termo Spotter traduzido como detetive foi adotado. Ao término da Guerra, diversas empresas aéreas surgem com as mais diferentes pinturas chamando assim a atenção de muitos para fotografar tais aeronaves. A partir desse momento o termo spotter passa a ser designado para aqueles que se dedicam a fotografar a Aviação. Atualmente o hobby é muito difundido em todo o mundo e certamente basta ir a um aeroporto que encontrará um spotter. No Brasil, o Aeroporto de Guarulhos já possui espaços reservados aos Spotters. No mundo, mais de 30 aeroportos possuem áreas destinadas aos Spotters e realiza ao longo do ano eventos diversos eventos.

Por fim, deixo aqui meu total agradecimento a todos os envolvidos da INFRAERO em especial: Maria Edwirges - Superintendente do AITN, Celina Campos - Gerente de Operações, Verena Resende - Secretária SRSE, Armindo Pereira - Coordenador de Tráfego, Joelma Fraga - Encarregada de Imprensa e Comunicação e Milton Campos - Coordenador de segurança que abraçaram nossa causa e deram total espaço para que pudéssemos realizar esse Spotting Day mantendo dessa forma a História do AITN preservada através das lentes dos spotters. 




Texto e fotos: Marcos Junglas


Veja estas e mais fotos em nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/revistaaerolatina






Comentários

Postagens mais visitadas