Uberaba quer aeroporto internacional de cargas

Uberaba

Para atender a demanda de exportações do Sul de Minas Gerais, políticos e empresários da região se articulam para a construção de um aeroporto internacional de cargas entre os municípios de Uberlândia e Uberaba.


A região está distante cerca de 170 quilômetros do aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), onde o terminal de cargas, previsto para funcionar em abril deste ano, ainda não foi concluído.

Mesmo com a possível proximidade entre os terminais, o grupo alega que o aeródromo ribeirão-pretano não tem a capacidade de suprir a necessidade de escoamento do Triângulo Mineiro.

Os mineiros afirmam que é necessário um sistema capaz de transportar cargas grandes e que fique fora da área urbana, para facilitar a logística dos transportes.

"Temos escoamento de agronegócios e medicamentos, entre outros, e queremos até transportar gado por avião, se possível", afirmou o prefeito de Uberaba, Paulo Piau (PMDB).

Um protocolo de intenções para a criação do aeroporto foi apresentado pelo prefeito à presidente Dilma Rousseff (PT) no sábado (3), durante o lançamento das obras da fábrica de amônia da Petrobras na cidade mineira.

O prefeito de Araxá (MG), Jeová Moreira da Costa (PDT), também assinou o protocolo.

Para ele, mesmo com a proximidade de Ribeirão Preto, os municípios da região sentem dificuldade de escoar sua produção de soja, milho e proteína animal.

O projeto do novo aeroporto é baseado em um estudo feito pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia), coordenador pelo vice-reitor, Eduardo Nunes.

O aeroporto deveria ficar situado entre Uberlândia e Uberaba. "Já existe integração rodoviária, ferroviária, dutoviária e de fibras óticas", afirmou o vice-reitor.

O prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado (PT), assinou o protocolo, mas também pleiteia a expansão do aeroporto de Uberlândia, Aviador César Bombonato.

"A conclusão de um novo aeroporto internacional de cargas é algo que leva muitos anos. Por isso, queremos ampliar o de Uberlândia para que ele possa atender a demanda até lá", afirmou.

A SAC (Secretaria da Aviação Civil) afirmou que está avaliando o pedido feito pela prefeitura de Uberaba para análise de possibilidade de instalação de um novo aeroporto na região.

A Prefeitura de Ribeirão informou que há atraso no início das obras de reforma e ampliação do Leite Lopes por parte do Estado no cumprimento do contrato com a Tead Brasil, empresa responsável pelo terminal de cargas.

A Tead não comentou.


Fonte: Folha de S. Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas