Boeing recebe autorização para operar rotas longas com 787

Iniciativa que permitirá que os aviões realizem uma maior variedade de rotas nos Estados Unidos
Jato 787-9 Dreamliner da Boeing em um hangar da Air New Zealand no Aeroporto Internacional de Auckland, na Nova Zelândia
Jato 787-9 Dreamliner da Boeing: medida possibilita que os 787s sejam operados por até 330 minutos, ou cinco horas e meia. (Brendon O'Hagan/Bloomberg)


Washington - A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira operações ampliadas para o Boeing 787 Dreamliner, informou a companhia, em uma iniciativa que permitirá que os aviões realizem uma maior variedade de rotas.

A medida possibilita que os 787s sejam operados por até 330 minutos, ou cinco horas e meia, contra 180 minutos, ou três horas, que era o limite em vigor desde que o Dreamliner foi lançado, em 2011.

"Conceder a ampliação da permissão operacional permitirá às companhias aéreas introduzirem rotas adicionais depois que cumprirem requisitos de capacidade e receberem aprovação de suas próprias agências reguladoras", disse a Boeing.


Fonte: Reuters via Exame

Comentários

Postagens mais visitadas