Ágata 8 - Força Aérea realiza missão com óculos de visão noturna

Foto final

O Esquadrão Onça (1º/15º GAV), unidade sediada na Base Aérea de Campo Grande (BACG), realizou na última terça-feira (20/05) o transporte de 32 homens da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, tropa do Exército Brasileiro. Os militares estavam equipados para uma ação de patrulhamento e controle de vias terrestres na faixa de fronteira, com a possibilidade de confronto com elementos ou grupos criminosos em ações ilícitas noturnas.

Como parte da Operação Ágata 8, a missão tinha como característica fundamental o elemento surpresa, por isso toda a ação aconteceu às escuras, o que exigiu dos militares do Esquadrão Onça a utilização de um diferencial tecnológico determinante para a operação, o óculos de visão noturna (NVG, do inglês Night Vision Goggles).
Foto 1
A bordo de um C-105 Amazonas do 1º/15º GAV, a Brigada do Exército partiu de Porto Murtinho, cidade distante 437 km de Campo Grande, com destino à pista de Corumbá (MS). Considerando o perfil da missão, a navegação aérea foi feita à baixa altura e as luzes do avião seguiram apagadas durante toda a viagem. Nesses casos, o NVG permite que a tripulação execute a missão em condições de total ausência de auxílio luminoso.


Preparação
- Para a aproximação da área de destino, a tripulação da aeronave do Onça precisou do chamado “mapa de risco”, espécie de “retrato” do relevo das pistas de Porto Murtinho e Corumbá traçadas pelo próprio Esquadrão durante o dia anterior à missão. Informações como a localização de torres de alta tensão, edificações mais elevadas e elevações do terreno precisaram ser anotadas e utilizadas como auxílio durante a missão que seria realizada durante a noite. 



Fonte: Agência da Força Aérea

Comentários

Postagens mais visitadas