FX-2: Representantes da SAAB fazem levantamento da estrutura da BAAN

Técnicos da SAAB permaneceram dois dias na Base Aérea de Anápolis   Enilton Kirchhof/Agência Força Aérea

Uma comitiva da empresa sueca SAAB, fabricante dos caças Gripen NG, esteve na terça-feira (08/04) na Base Aérea de Anápolis (BAAN) para avaliar a estrutura física da casa das novas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB). Esta é a primeira visita técnica dos representantes da empresa à Anápolis depois do anúncio de que o Gripen NG foi escolhido para equipar a FAB.

Os representantes analisaram os detalhes físicos da Base para identificar as possíveis adaptações necessárias para a chegada dos caças Gripen NG. No total, oito representantes da SAAB participaram da visita, entre eles engenheiros de sistemas e diretores técnicos, de suporte de venda e de desenvolvimento de tecnologia.

Durante a visita, os técnicos avaliaram o Esquadrão de Suprimentos e Manutenção, a estrutura do Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), o hangar de alerta e as pistas de pouso e de taxi. Os membros da comitiva se mostraram satisfeitos com o que viram, além de elogiarem o espaço disponível.


De acordo com o Comandante da Base Aérea de Anápolis, Coronel Rodrigo Fernandes Santos, a BAAN já vem se preparando para a chegada dos caças. “Nós estamos mantendo nossa Base mobilizada, nosso efetivo está mantido e capacitado, aguardando as novas orientações”, explica.

Em fevereiro, a BAAN recebeu a visita de uma comitiva da Agência de Exportação de Defesa do Governo Sueco para, de maneira semelhante, avaliar as condições de operação de caças Gripen das versões C e D, anteriores ao NG mas já operacionais na Suécia.


Gripens novos e usados

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), órgão da FAB responsável por projetos de aquisição e modernização de aeronaves, trabalha atualmente com dois projetos simultâneos: Gripen NG e Gripen C/D. O primeiro trata da aquisição de 36 aeronaves novas, selecionadas no chamado Projeto F-X2. Já o segundo surgiu após a oferta do Governo da Suécia para que o Brasil operasse a versão atual do Gripen como solução temporária até a chegada dos caças novos.


Ambos os projetos estão em fase de negociação e a expectativa do Comando da Aeronáutica é de que sejam assinados em dezembro de 2014, quando serão acertados detalhes como número de aeronaves das versões C e D, armamentos, apoio logístico e pagamento. Já em 2015 deve começar o treinamento militares da FAB na Suécia.


Fonte: Agência da Força Aérea
Fotos: Ten Enilton

Comentários

Postagens mais visitadas