Airbus irá desenvolver sistema elétrico de taxiamento

• Economia de combustível projetados e reduções de CO2 até 4% por viagem
• Fornecer Família A320 operadores autonomia de tratores pushback
• Cortar em mais da metade de emissões de carbono relacionados ao estacionar o avião


Paris - A Airbus assinou um acordo com as fabricantes Honeywell e Safran para desenvolver um sistema de motor elétrico que dá autonomia para que a família A320 possa substituir os tratores que puxam as aeronaves nos aeroportos.
 
Como informou nesta quarta-feira(18) as três empresas em um comunicado conjunto, o sistema, chamado de "e-Taxi", fluirá a partir do portão de embarque para a pista, sem depender de um reboque de trator ou usar suas turbinas para realizar o taxiamento.

Com este método, os três parceiros estimam que a economia será 4% de combustível e as emissões de dióxido de carbono e óxido de nitrogênio gerados durante estas manobras são reduzidos pela metade.

O sistema e-Taxi utilizará nas aeronaves uma unidade auxiliar de potência para alimentar motores elétricos nos "trem de pouso" permitindo aos pilotos, controlar a velocidade e a direção da aeronave ao longo do processo.

O desenvolvimento e avaliação do projeto será realizado pela EGTS International, uma subsidiária da francesa Safran e a americana Honeywell.

O chefe da família de aeronaves Airbus A320, Daniel Baubil ressaltou que essas aeronaves são caracterizadas por terem um único corredor, possuindo assim "o tamanho certo" para implementar este sistema elétrico.

Nos próximos meses, as empresas vão desenvolver em conjunto um plano para determinar a viabilidade do projeto e materializar as necessidades do mercado para uma solução tecnológica específica.

A aeronave da família A320 são as aeronaves de "corredor único" mais vendida, atualmente Airbus recebeu 10.000 pedidos, dos quais 5.800 já foram entregues.



Fonte: América economia
Tradução: Aero Latina

Comentários

Postagens mais visitadas