Aeroportos devem registrar hoje recorde de passageiros; governo monta força-tarefa

Saguão de check in do Aeroporto Internacional de Guarulhos (Foto: Roney Domingos/ G1) 
A expectativa da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e da Infraero (estatal que administra os aeroportos) é que nesta sexta-feira (20) os aeroportos brasileiros registrem o maior número de passageiros da história, com 350 mil embarques ao longo do dia.


De acordo com a Abear, 95% dos bilhetes reservados já haviam sido confirmados até a tarde dessa quinta-feira (18). A associação informou que as companhias programaram as escalas de folga e de férias dos funcionários de modo a minimizar transtornos. Segundo a associação, 15 aeronaves reserva estarão disponíveis nos terminais.

Normalmente, a última sexta-feira antes do Natal registra a maior movimentação de passageiros. Neste final de ano, a Infraero projeta um aumento de 2,42% no fluxo de passageiros, em comparação ao ano passado, nos 63 terminais administrados pelo governo federal. A estimativa da estatal é que 26,27 milhões de pessoas passem pelos aeroportos.

Ontem, trabalhadores ligados ao Sindicato Nacional dos Aeronautas --que representa os tripulantes-- decidiram, em assembleia, aceitar a proposta das empresas aéreas e desistir da paralisação na véspera do Natal.

Hoje, será a vez dos trabalhadores ligados ao Sindicato Nacional dos Aeroviários --trabalhadores em solo-- se reunirem para decidir se paralisam ou não. O TST (Tribunal Superior do Trabalho), no entanto, determinou que, em caso de greve, 80% dos funcionários devem trabalhar.
Força-tarefa

O volume de passageiros na véspera do último Natal antes da Copa do Mundo e a ameaça de paralisação preocupa o governo federal. Segundo a coluna Painel da Folha de S.Paulo, a presidente Dilma Rousseff montou uma força-tarefa para monitorar os aeroportos e obrigou o ministro Moreira Franco (Aviação Civil) a cancelar uma viagem aos Estados Unidos.

A movimentação nos aeroportos será monitorada pela Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), formada pela Secretaria da Aviação Civil, pelos ministérios da Agricultura, Defesa, Fazenda, Justiça, Planejamento e Saúde e pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Nos últimos dias, Moreira Franco conversou com Dilma e fez encontros com representantes dos aeronautas e das empresas aéreas na tentativa de impedir uma paralisação. Ontem, o ministro esteve no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, para inaugurar o novo serviço de táxis do terminal e uma linha de ônibus do aeroporto até a Cinelândia, no centro da cidade.

A Infraero informou que reforçou a presença de funcionários nos saguões dos aeroportos e nos balcões de informação. Os serviços de manutenção, limpeza e segurança também foram reforçados, segundo a estatal.

Já a Anac promete reforçar a fiscalização nos principais aeroportos do país. Nos terminais de Guarulhos, Galeão e Brasília, a fiscalização será feira durante 24 horas nesta sexta. Nesta quinta-feira, dos 2006 voos domésticos realizados em todo o país, 470 (23,4%) atrasaram e 87 (4,3%) foram cancelados.

Os aeroportos de Guarulhos e Brasília, administrados por grupos privados, esperam um aumento de 10% no volume de passageiros neste final de ano em comparação a 2012. Segundo as concessionárias, haverá reforço no número de funcionários nesta sexta-feira.

Época de gargalo"

Para o brigadeiro Adyr da Silva, ex-presidente da Infraero e atual presidente do Instituto dos Transportes Aéreos do Brasil, o país vive uma "época de gargalo" nos aeroportos. "A demanda por voos continua muito maior do que a capacidade."

Silva, que também é professor da UnB (Universidade de Brasília), o sistema "opera no limite da capacidade" e qualquer falha pode provocar um tumulto grande escala. A situação, diz ele, só irá melhorar quando as obras atuais ficarem prontas. "Apenas no final de 2014 ou em 2015 vamos começar a sentir os efeitos dos investimentos recentes."


DICAS E RECOMENDAÇÕES

- Atentar para o peso permitido da bagagem e dar preferência a malas e bolsas em bom estado de conservação e que estejam devidamente identificadas

- Certificar se está portando os documentos de menores que irão embarcar

- Evitar o uso de roupas e acessórios metálicos que possam ser interceptados pelo raio-x, como broches, cintos, brincos, pulseiras, relógios entre outros; Verificar moedas e smartphones

- Optar sempre que possível pelo check-in online ou então nos balcões de autoatendimento disponíveis no saguão

- O Guia do Passageiro, da Infraero (infraero.gov.br/fiquepordentro/#/home), reúne informações sobre viagens, direitos e responsabilidades do passageiro e da companhia área, além de explicações sobre o funcionamento do setor aéreo, além de dicas.

- O telefone da Anac (0800 725 4445) funciona 24 horas, com atendimento em português, inglês e espanhol. A Anac possui núcleos nos principais aeroportos no país.

- A Infraero implantou "lanchonetes populares" nos aeroportos Galeão, Congonhas, Santos Dumont, Salvador, Porto Alegre, Curitiba e Londrina, Recife, e Natal. Segundo a estatal, 15 itens são vendidos a preços mais acessíveis do que em lanchonetes particulares.

Fonte: UOL

Comentários

Postagens mais visitadas