No Brasil, 13 países americanos planejam exercício de ajuda humanitária

 

Militares das Forças Aéreas de 13 países americanos estão reunidos em Salvador (BA) para planejar o terceiro exercício internacional de ajuda humanitária, previsto para ser realizado em abril de 2014 no Peru. Os voos do exercício serão executados na região compreendida entre as cidades de Lima e Pisco. A reunião do Comitê X do Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA) encerra na próxima sexta-feira (27/09).

Esta é a primeira reunião do exercício Cooperación III, que tem como foco ajuda humanitária em caso de catástrofes naturais. Os próximos encontros serão realizados em novembro de 2013, no Equador, e em fevereiro de 2014, no Peru.

“A intenção é unir forças para apoiar a população em casos de desastres naturais, como terremotos de grandes proporções”, afirma o Coronel-Aviador Miguel Angelo Santiago, presidente do comitê. De acordo com o militar é necessário desenvolver e consolidar uma metodologia de planejamento e acionamento rápido para operações aéreas conjuntas.

Nos últimos anos, a Força Aérea Brasileira, por exemplo, trabalhou no socorro às vítimas das enchentes na Bolívia em 2008 e dos terremotos no Haiti em janeiro e no Chile em fevereiro de 2010.

Na abertura da reunião (23/09), o Vice-Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, lembrou que a realização do Comitê X foi ratificada pelos Comandantes das Forças Aéreas dos países que integram o SICOFAA durante a Quinquagésima Terceira Conferência dos Comandantes das Forças Aéreas Americanas (LIII CONJEFAMER), ocorrida na cidade de Santiago, Chile, em junho deste ano.

Participam da reunião em Salvador os representantes das Forças Aéreas da Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Estados Unidos, México, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, além da Junta Interamericana de Defesa (JID), que participa como organismo especialmente convidado.
Realizada na Argentina em 2012, a segunda edição do exercício foi virtual e reuniu 138 militares de 12 Forças Aéreas americanas.


Fonte: Agência Força Aérea/EMAER

Comentários

Postagens mais visitadas