Air France vai demitir mais de 2.800 funcionários

Companhia aérea afirma demanda fraca e pode realizar cortes semelhantes aos de 2012

Aviões da Air France
Air France planeja realizar demissão em massa em 2013. (Pascal Le Segretain/Getty Images)

São Paulo – A Air France, companhia aérea francesa, divulgou ontem que planeja demitir mais de 2.800 funcionários até o final de 2014, com o objetivo de recuperar a lucratividade da empresa.

Após uma reunião com o conselho de empregados da companhia, Frédéric Gaget, presidente da Air France, chegou a afirmar que a empresa vive um período de demanda fraca.

A Air France não escapou da crise que afeta as companhias aéreas que atuam na Europa. Os principais motivos listados para que isso tenha acontecido são economia fraca e a taxa de desemprego que assola o continente. Em 2012, a empresa chegou a anunciar 5.100 cortes de empregos, num plano de reestruturação do grupo Air France-KLM.

Para amenizar a pressão do governo socialista francês, comandado por François Hollande, a companhia informou que as últimas reduções de funcionários ocorreriam com um acordo de saídas voluntárias, aposentadorias precoces, redução da jornada de trabalho e rotatividade de pessoal. A previsão é que as negociações a respeito dos novos cortes com os sindicatos comecem em outubro.

Michel Salomon, porta-voz da Air France no sindicato Confédération Français e Démocratique du Travail, admitiu que a situação da economia do país deixou a companhia frágil e que o corte de mão de obra é inevitável, mas indagou se as metas de demissões não poderiam ser alcançadas apenas com voluntários.

Analistas apontam que a primeira leva de demissões não foi o suficiente para alcançar os planos financeiros estabelecidos pela empresa. Em julho, a companhia aérea anunciou que há mais de um ano desenvolve um plano de recuperação para tirar a empresa do vermelho, o qual tem contribuído para diminuir os prejuízos operacionais.



Fonte: Exame

Comentários

Postagens mais visitadas