Site lista 20 erros na hora de viajar


Até os viajantes mais experientes cometem seus erros. Afinal, durante a preparação e duração do seu roteiro, sempre existe algum deslize que não percebemos.

Confira esta seleção com os 20 erros mais comuns durante uma viagem feita pelo site CNN e tente evitá-los.


Bagagem demais


O exagero na hora de fazer as malas, pode custar caro durante a viagem. Além de ter que pagar pelo excesso de bagagem na hora de embarcar, carregar peso à toa em suas caminhadas por roupas desnecessárias é um verdadeiro incômodo.

Não comprar algo que você gostou

Para certos itens, como miniaturas de Torre Eiffel em Paris, vale a pena pesquisar para achar os menores preços.

Mas em coisas especiais das quais você goste muito, não pense duas vezes e faça a sua compra para não passar o resto da sua viagem arrependido por não ter mais visto o objeto de desejo.

Comprar chinelos de má qualidade


Se perder ou esquecer seus chinelos durante uma viagem, espere até poder comprar outros de boa qualidade.

Afinal, um chinelo que quebra no meio de um longo passeio a pé pode ser um inconveniente bem chato.

Não verificar o custo de seu plano de dados no exterior

Muitos viajantes vão para o exterior, usam a internet do celular e levam uma surpresa muito desagradável ao receber a conta de telefone na volta ao Brasil.

Antes de viajar, ligue para a sua operadora e descubra exatamente o custo da internet ou desligue o plano de dados em roaming e conecte-se somente quando tiver Wi-Fi.

"Próximo ao centro da cidade"

É muito comum que hotéis anunciem em suas descrições que se encontram "próximos ao centro da cidade", mas a a distância pode ser maior do que você pensa.

Por isso, antes de reservar, confira a real localização do hotel em relação aos lugares que você ira frequentar durante seus passeios.

Pegar "shuttle" em grupo

As vans conhecidas como "shuttle" são uma boa opção para ir do aeroporto até o seu hotel nas grandes cidades americanas.

Mas para quem não viaja sozinho, vale pagar a diferença para pegar um táxi e chegar rapidamente.

Cuidado com o xampu

O movimento, o peso das outras malas e a pressão durante o voo são algumas das razões pelas quais você encontra suas coisas cheias de xampu na hora de abrir a bagagem. Feche os potes direito e, de preferência, enrole-os em sacolas plásticas.

Não pense que há uma hora certa para comprar passagens

Existem diversas teorias sobre qual é a hora certa para comprar as passagens de avião.

De acordo com o site Travelers Today, uma pesquisa indica que o momento mais barato é 21 dias para voos domésticos e 34 para voos internacionais.

Segundo o site Cheap Air, a data certa é 49 dias antes da viagem, e a Universidade do Texas concluiu que sábados ou domingos são os dias indicados. Ou seja, a hora certa não existe. Fique apenas de olho nos melhores preços.

Pechinchar demais

Sim, pechinchar faz parte na hora de comprar lembrancinhas durante uma viagem. Mas não é necessário exagerar nas negociações e perder tempo ou deixar de comprar alguma coisa que você quer apenas para economizar alguns centavos.

Não trocar dinheiro no aeroporto

Casas de câmbio de aeroportos são conhecidas por oferecer valores desfavoráveis em relação às suas concorrentes situadas em outros lugares.

Mas em estadias curtas, em que você não vai trocar muito dinheiro, vale a pena escolher pelo conforto, trocar no aeroporto e se despreocupar.

Subestimar o "inferno" de Heathrow

Acostumados ao caos dos aeroportos brasileiros, podemos achar que os aeroportos europeus - como Heahtrow, em Londres - nunca têm problemas.

Mas o principal aeroporto da capital inglesa tem distâncias muito longas entre seus terminais, além de longas filas em razão de seu enorme fluxo de passageiros.

Quando for pegar um voo internacional no aeroporto de Heathrow, chegue com mais de duas horas de antecedência.

Ficar com medo de comida de rua

As comidas de rua podem ser as melhores quando você viaja pelo mundo. Não exagere na prudência, veja onde os locais comem e aproveite gastando pouco.

Comprar lembranças grandes no começo da viagem

Imagine viajar dois meses pela Europa com uma aquela escultura que você achou que ficaria ótima na sala da sua avó.

Por mais que a ideia de presente pareça boa, não complique a sua vida com peso desnecessário e compre as lembranças no final da viagem.

Se limitar aos guias de turismo

Comprar um guia de turismo é uma boa ideia porque oferece boas dicas e conselhos.

Mas não siga apenas os roteiros indicados no guia, explore por sua conta e descubra novas experiências.

Não comprar seguro completo

Na hora de planejar uma viagem, não economize em coisas importantes. Pegue um seguro viagem completo para ter as melhores condições possíveis em caso de emergência.

Obsessão com fotografias

A facilidade das máquinas digitais e dos celulares fazem com que vivamos uma obsessão com tirar fotos de tudo.

Tire fotos, claro, mas também aproveite para observar e levar lembranças que fiquem só na sua memória.

Não tirar o visto

Aterrissar num país e ter de voltar na mesma hora para o Brasil por não ter visto pode ser uma das experiências mais frustrantes de sua vida.

Para qualquer viagem internacional, verifique com meses de antecedência a necessidade e a demora para tirar um visto.

Um fim de semana numa grande cidade

Existem cidades incríveis como Berlim que não podem ser apreciadas em apenas um fim de semana. Na hora de fazer o roteiro, prefira mais dias em menos destinos que o contrário.

Tirar dinheiro com cartão de crédito

O cartão de crédito é um bom jeito de pagar durante uma viagem. Mas cuidado na hora de tirar dinheiro em caixas eletrônicos do exterior, as taxas de operação e de câmbio costumam ser bem altas.

Não imprimir os detalhes da reserva

Os dados de sua reserva de hotel ou avião podem estar no seu telefone ou notebook, mas sempre é uma boa ideia anotar os detalhes numa boa e velha folha de papel, que não corre o risco de ficar sem bateria.



Fonte: Viracopos Portal de Serviços

Comentários

Postagens mais visitadas