China conclui a mais longa missão espacial


A nave espacial chinesa Shenzhou-10 regressou à Terra após uma missão de 15 dias.


A nave aterrou, esta quarta-feira, no norte da China.
Trata-se do quinto voo tripulado ao espaço e está orçado, segundo o governo chinês, em mais de 100 milhões de euros.


Os três taikonautas, entre eles uma mulher, concluíram a mais prolongada missão espacial chinesa que incluiu a acoplagem manual e automática com o módulo conhecido por Palácio Celestial, o embrião da futura estação espacial da China que deve estar operacional em 2020.

O Presidente chinês fala da exploração espacial como “parte de um sonho de tornar o país mais forte”.

Pequim tem pressa em recuperar o tempo perdido, uma década depois do primeiro chinês ter chegado ao espaço.



Fonte: Euronews via Assuntos Militares

Tradução e Adaptação do Texto: Ricardo Pereira.

Comentários

Postagens mais visitadas