Aviões militares russos terão dispositivos de navegação franceses

Um novo sistema de navegação a laser LINS-100PC foi apresentado num stand da Rússia no Salão Aeroespacial em Le Bourget, na França. O dispositivo, projetado pela empresa russo-francesa PC Alians, destina-se para aparelhos voadores, inclusive helicópteros de 5ª geração.

Aviação, caça, Rússia, França
© Alexandre Ayroulet
Entre as amostras da 50ª edição do certame, o stand desta empresa mista não se distingue muito de outros tantos. As pessoas simples podem não entender que este dispositivo quadrado de cor preta constitui um excelente exemplo da cooperação sem precedentes russo-francesa no domínio militar. É verdade que se trata de um projeto único no gênero a abranger o ramo de aviação militar russa.

A ideia de instituir a empresa PC Alians surgiu em 2011 no decurso do Salão Aeroespacial MAKS nos arredores de Moscou. Hoje, a companhia pretende, até 2020, assumuir a responsabilidade por 75% do merco de fornecimento de sistemas desse tipo para os projetos nacionais semelhantes. Para além de aviões, tais dispositivos serão instalados em helicópteros de combate Ka-52, a saber, em algumas modificações desses aparelhos.

De salientar que, se gundo analistas, a empresa mista, quando funcionar em pleno ciclo, poderá faturar cerca de 30 milhões de euros ao ano.

A projeção esteve sob a alçada de especialistas russos, enquanto a empresa francesa Sagem tinha fornecido blocos de elementos sensíveis. Detalhes com o diretor da empresa PC Alians. Andrei Trebukhov.

"A empresa mista foi criada por encargo do presidente e do governo russos e há pouco procedeu à atividade produtiva normal. O sistema de navegação é um produto de nível mundial que preenche os requisitos do mercado contemporâneo. Este ano, tencionamos produzir cerca de 60 sistemas a instalar em aviões Mig-29 e helicópteros Ka-52 e, provavelmente, mais tarde, em aviões Yak-130. Isto se deve à larga procura, podendo ser vendidos, já no próximo ano, cerca de 100 aparelhos".

Dos planos futuros consta ainda um trabalho conjunto em outras aéreas, nomeadamente, no desenvolvimento de sistemas de precisão média. Andrei Trebukhov espera que os produtos da sua empresa tenham elevada procura tanto no mercado interno, como no externo, aumentando assim a competitividade da aviação russa.

Comentários

Postagens mais visitadas