TAM MRO finaliza seu primeiro check em um jato da Embraer

Centro Tecnológico da companhia aposta na família de jatos da empresa brasileira para crescer


A TAM MRO, unidade de negócios de Manutenção Aeronáutica da TAM, em São Carlos (SP), finalizou nesta semana o primeiro check (serviço de inspeção periódica de aeronaves) de jatos da família Embraer 170/190, conhecidos como E-Jets.

"Realizar esse serviço foi um grande desafio para nós e significa nossa estreia em um mercado em forte expansão na América Latina. Enquanto o crescimento da frota de aeronaves comerciais na América Latina é de 3,9% ao ano, a perspectiva de crescimento de aeronaves E-Jets é de 9%", diz Luiz Gustavo Silva, diretor executivo da TAM MRO.

De acordo com o executivo, o potencial de mercado para serviços de manutenção nestas aeronaves é de mais de US$ 150 milhões por ano, incluindo clientes no Brasil, Argentina, Colômbia e Caribe.

Em julho de 2012, a TAM MRO foi certificada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para trabalhar nesses equipamentos. Dentre os serviços autorizados estão diversos checks, além de substituição de motores e de trens de pouso. Os E-jets são adequados para rotas de média densidade e, por isso, são utilizados em rotas ponto a ponto e também regionais. Atualmente, mais de 60 companhias aéreas em todo o mundo operam com esse tipo de aeronave.

Para tornar-se apta a oferecer esses serviços, a TAM MRO enviou engenheiros e mecânicos a São José dos Campos para receberem, do próprio fabricante, o treinamento necessário, além de ter adquirido materiais e ferramentas especiais para realizar os serviços em seus hangares em São Carlos.

"Nós já realizávamos serviços de manutenção em componentes da família de E-Jets e agora entramos no mercado de manutenção das próprias aeronaves, o que nos coloca em condições de explorar um mercado com garantia de competitividade e com a qualidade dos serviços de manutenção mundialmente conhecidos da TAM MRO. Já iniciamos o check na segunda aeronave e estamos em negociação para outras. O próximo passo é obter a certificação Embraer como Centro de Serviço (EASC – Embraer Authorized Service Center)", afirma Silva.



Fonte: Assessoria da TAM - Via Aviação Paulista

Comentários

Postagens mais visitadas