Esquadrilha da Fumaça encanta uruguaios


A Esquadrilha da Fumaça esteve no Uruguai, nos dias 15 a 18 de março, para participar das comemorações do centenário da Aviação Militar do país.
A equipe, composta por 24 militares, a bordo de oito aeronaves T-27 Tucano e um C-95 Bandeirante da Academia da Força Aérea (AFA), pousou na Brigada Aérea I, na capital Montevidéu, no fim da tarde do dia 15, sendo recepcionada por militares da Força Aérea Uruguaia (FAU).
Foram duas demonstrações que fizeram parte da “Jornada de Puertas Abiertas”, evento similar aos Portões Abertos da Força Aérea Brasileira (FAB). A primeira aconteceu na manhã do dia 16, na orla da cidade de Punta Del Leste, em frente à zona hoteleira do balneário conhecido mundialmente. A bela paisagem do sul do continente americano foi palco para as acrobacias da equipe brasileira, na presença de milhares de uruguaios e turistas. No público, o 1º Tenente Aviador Reformado Júpiter Perez, de 90 anos, vibrava com as manobras. O militar integrou a FAU e ficou impressionado com o que viu: "A cada vez que vêm estão melhores. É extraordinária a técnica desses pilotos. Estou maravilhado e emocionado, por isso irei vê-los novamente amanhã em Montevidéu". - afirmou Perez.

A apresentação foi especial para os três novos pilotos, os Capitães Ubirajara Costa e Daniel Garcia e o Tenente Thiago Capuchinho, que estrearam na Fumaça no inicio do mês e, agora, realizaram a primeira demonstração internacional. Ainda mais especial foi para o Cap Costa, pois na platéia estavam sua mãe e seu irmão que viajaram 450 Km vindos de Pelotas/RS para o verem pela primeira vez voando na Esquadrilha. "Não tenho condições de descrever a emoção que sinto neste momento. Estou feliz em vê-lo conseguir chegar até aqui. Com muita garra meu filho realiza um sonho de infância". - disse, emocionada, a mãe Neiva Ferreira Costa. Para Luciano Ferreira Costa, "é um orgulho muito grande ter um irmão na FAB, é meu maior exemplo" - disse. Os três estreantes foram unânimes em afirmar sobre a emoção e a responsabilidade que sentiram em representar o Brasil no exterior.
No dia seguinte, a festividade aconteceu na Rambla de Punta Carretas, na orla de Montevidéu, e contou com desfile aéreo de diversas aeronaves da FAU e também dos países amigos, Argentina, Chile e Paraguai. Aviões de caça, transporte e helicópteros realizaram passagens para um público estimado de 15 mil pessoas, segundo os organizadores. Ao entardecer, quando o sol já se aproximava do mar, o colorido dos aviões brasileiros entrou em cena para encerrar a comemoração. Logo no início, a platéia foi surpreendida com a escrita de fumaça no céu com a frase “100 años Força Aérea”. Mesmo com o vento forte, os sete aviões realizaram com perfeição as mais de cinqüenta acrobacias previstas.
Na tradicional dedicatória da manobra coração, o Comandante da Esquadrilha, Tenente Coronel Marcelo Gobett Cardoso, falou ao público através da fonia, parabenizando o país pela data histórica, recebendo de volta muitos aplausos. Ao término, a equipe da locução distribuiu revistas ao público, sobretudo às crianças presentes em grande quantidade. A pequena Érica Caccia, de 7 anos, fez questão de ser fotografada com os integrantes. "Estou encantada, me assustei algumas vezes, mas achei tudo muito bonito!" - contou a garota.  Entre as autoridades presentes nos dois dias, estavam os Comandantes das Forças Aéreas do Uruguai, Chile, Paraguai, Argentina e do Brasil, o Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito.

Esta foi mais uma oportunidade de representar o Brasil em um evento internacional, divulgando a FAB e estreitando os laços com o país vizinho. Na manhã do dia 18, a equipe decolou de volta a Pirassununga, sede da Esquadrilha da Fumaça. 

 
Maj Escobar e Cap Boery com família do Cap Costa 
Chegada na Brigada Aérea I

Comentários

Postagens mais visitadas