Embraer pretende lançar novos jatos regionais em junho

Fábrica da Embraer, em São José dos Campos
Fábrica da Embraer, em São José dos Campos: a empresa aguarda autorização da diretoria para vender a segunda geração dos seus jatos regionais (Germano Lüders/EXAME.com)


Orlando - A Embraer pretende lançar uma nova versão de seus jatos regionais na feira aeronáutica de Paris em junho, informou o presidente de aviação comercial, Paulo Cesar de Souza e Silva.

Em entrevista concedida nesta segunda-feira na Flórida, nos Estados Unidos, o executivo disse que a Embraer espera receber autorização da diretoria "nos próximos meses" para vender a segunda geração dos E-Jets.

Segundo Souza e Silva, que falou à imprensa estrangeira durante conferência da International Society of Transport Aircraft Traders, que se realiza em Orlando, a fabricante brasileira de aeronaves pretende ter encomendas para anunciar na feira do setor em Paris, embora essa meta ainda não tenha sido finalizada. O executivo afirmou que a Embraer pretende vender 800 dos E-Jets atuais entre este ano e 2018, quando planeja ter a versão renovada da aeronave pronta para entrega.

A Embraer, ao contrário de sua concorrente Bombardier, decidiu atualizar seus três modelos existentes, que comportam entre 75 e 105 lugares, com um convés superior melhorado, uma nova asa de alumínio e motores com consumo eficiente de combustível.

Na semana passada, a Bombardier lançou seu novo jato CSeries, que concorre com as aeronaves de pequeno porte produzidas pelas gigantes Airbus e Boeing.

"Não queremos dançar nos calcanhares dos gigantes", disse John Slattery, presidente executivo de aviação comercial da Embraer. Souza e Silva afirmou que a linha de produção da nova versão do E-Jet vai incluir uma versão ligeiramente maior do modelo E-195. As informações são da Dow Jones.
 
 
Fonte: EXAME

Comentários

Postagens mais visitadas