Obra é um dos principais passos para a internacionalização do aeroporto Leite Lopes


A construção do Terminal Internacional de Cargas no aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, começa na próxima semana, depois de um impasse de 10 anos. A informação foi confirmada pela empresa Tead. O primeiro passo será o isolamento do terreno, de 18,5 mil metros quadrados com tapumes.

O coordenador do projeto pela Tead Brasil, Rubel Thomaz, disse que a obra está dentro do cronograma, mas não deu detalhes. Os trabalhos devem durar oito meses. O investimento na construção do galpão será de R$ 22 milhões.

O Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) confirmou que a autorização para o início das obras foi dada para a empresa em janeiro.

Com a inauguração do terminal internacional, Ribeirão Preto deve começar a operar três voos internacionais de carga até o fim de 2013, com destino para Miami. As aeronaves devem transportar 50 toneladas de cargas. A expectativa é que cerca de 120 empregos diretos e outros 300 indiretos sejam gerados com os inícios das operações.


Vista Aérea do Patio 1

Investimentos

Para assegurar o início das operações do terminal, o governo estadual vai investir no deslocamento da pista para pouso e decolagem do Leite Lopes. Assim, ela passa a ter 2,1 mil metros operacionais.

Com essa obra, serão necessárias as desapropriações de áreas na cabeceira da pista, no entorno da avenida Thomaz Alberto Whately, que ainda estão em andamento. Um levantamento preliminar feito pela administração municipal aponta que o custo das desapropriações deve ficar em torno de R$ 20,5 milhões, levando em base valores aproximados de 2010.

Esse é um valor estimado para a desapropriação de uma área aproximada de 447,76 mil metros quadrados, o equivalente a 44 quarteirões.

Pelo levantamento, deverão ser desapropriados 323 imóveis, sendo 119 edificações e 204 terrenos. A prefeitura ficará responsável pela obra viária do entorno, com a ligação das avenidas Thomaz Alberto Whately e Orestes Lopes de Camargo. A obra deve custar mais de R$ 1 milhão.

Fonte: REDBARON

Comentários

Postagens mais visitadas