F-X2: Brasil deve anunciar em maio compra dos caças Rafale




Pista livre para os caças franceses Rafale: o Brasil se prepara para anunciar em maio a compra de 36 unidades desses aviões de combate, suspensa no início do governo Dilma. A alegação será “transferência de tecnologia”. A negociação ignora a concorrência internacional que a lei exige e segue à risca o acordo entre França e Índia, primeiro país a adquirir o modelo, ajudando a tirar o fabricante Dassault do buraco. Essa é a informação do colunista do Jornal do Brasil, Cláudio Humberto.

O ex-presidente Lula anunciou a escolha dos caças Rafale durante uma visita do presidente francês Nicolas Sarkozy, em setembro de 2009. Depois, recuou porque teria tomado a decisão sem solicitar o parecer técnico da FAB. Além dos caças franceses, disputam a venda de US$ 10 bilhões do programa F-X2 os caças F-18 Super Hornet da Boeing (EUA) e o Gripen da Saab (Suécia).

O ministro da Defesa, Celso Amorim, esteve recentemente na Índia, país que acaba de anunciar a intenção de adquirir caças do modelo francês Rafale. Ele disse que a Índia é um grande parceiro e que é importante trocar informações com o governo indiano. Amorim observou que a decisão de realizar a compra em 2012 não teria impacto imediato no orçamento deste ano, embora a negociação, uma vez firmada, vá comprometer recursos por um período de dez anos. “É uma compra necessária, mas não é barata. A demora em tomar a decisão é uma questão da capacidade financeira do país de fazer frente a certos encargos”, disse o ministro.



Fonte: CAVOK

Comentários

Postagens mais visitadas