Triste fim para os "Hulks" da Aviação





























O dia 23 de Agosto de 2011 ficará marcado na mente de muitos amantes da aviação, mecânicos, tripulação, agentes de aeroportos e vários ex-funcionários da saudosa VASP.

 Com uma determinação da justiça brasileira, foi iniciada no dia 23 de agosto a demolição das aeronaves da VASP que estavam no aeroporto de Congonhas, na grande São Paulo.

 Determinado como Programa Espaço Livre, coordenado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com a INFRAERO, ANAC, Ministério Publico e o Tribunal de Justiça de São Paulo, tem como objetivo acabar com as aeronaves abandonadas nos aeroportos do Estado. De acordo com a INFRAERO existem 117 aeronaves sem nenhuma condição de voo, que serão leiloadas do mesmo modo como as que estão em Congonhas. No Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro em Guarulhos, existem seis aeronaves a serem removidas.

 Segundo o Presidente da INFRAERO, Gustavo do Vale disse que todos os aviões devem ser retirados até 2013 no total de 23 aeroportos em todo o Brasil, para que possa ter mais espaço livre para 2014, ano da Copa do Mundo de Futebol.


Nota do Redator: Para os amantes de aviação, é uma grande tristeza ver essas aeronaves que tanto voaram nos céus do nosso pais, transportando milhares de pessoas, terem um triste fim, acabarem sacrificada por um trator, virando meros pedaços de metal retorcido.

Matéria: Titolivio
Fotos: Carolina Iskandarian - G1

Comentários

Postagens mais visitadas